"Homem da faca" cria pânico com 11 ataques a mulheres no Paquistão

Islamabad, 5 out (EFE).- Um homem armado com um objeto cortante e que se desloca de moto está provocando o pânico nas ruas da cidade paquistanesa de Carachi com 11 ataques a mulheres nos últimos dez dias.

"Ele se aproxima e apunhala pelas costas. Nunca faz isso de frente", disse à Agência Efe Sami Ullah Soomro, porta-voz de Polícia das regiões de Shahrah i Faisal e Gulistan i Johar, onde estão acontecendo os ataques no leste de Carachi, capital da província de Sindh.

O porta-voz disse que desde o dia 25 de setembro 11 mulheres foram atacadas e ficaram levemente feridas, precisando de dois ou três pontos de sutura.

Nos últimos cinco ataques do homem "da faca" aconteceram ontem durante a noite em um espaço de três horas, sem que as forças de segurança pudessem detê-lo apesar de que puseram há dias em marcha uma "caçada" com agentes à paisana para capturá-lo.

"Há uma situação de pânico entre as mulheres destas regiões. Mas o caçaremos", disse a Polícia.

Até o momento foram detidos 15 suspeitos e seis permanecem sob custódia policial, apesar de continuarem os ataques.

Bilawal Bhuto, presidente do Partido Popular do Paquistão (PPP), legenda que governa a província de Sindh da qual Carachi é a capital, pediu hoje às forças de segurança que parem o agressor o mais rápido possível.

"Cada mãe e irmã no Paquistão é uma Benazir Bhuto (a sua mãe, assassinada em 2007) e a sua proteção é uma obrigação", declarou o político em comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos