Informante de autores dos atentados de Paris pega 6 anos de prisão

Viena, 5 out (EFE).- O Tribunal Regional de Salzburgo, cidade no noroeste da Áustria, condenou nesta quinta-feira, em primeira instância, a seis anos de reclusão um marroquino por apoiar com informações o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) que realizou uma série de atentados há quase dois anos em Paris.

Conforme agência austríaca "APA", Abid T., de 27 anos, foi condenado por participação no EI, ainda que tenha se declarado inocente. A defesa afirmou que vai recorrer da decisão.

De acordo com a acusação, o homem - detido em 2016 na Bélgica e extraditado à Áustria - teria sido cúmplice do argelino Abdel H., de 29 anos, e do paquistanês Mohammad U., de 35, detidos no mesmo ano em um campo de refugiados de Salzburgo e atualmente presos na França.

A Áustria entregou a dupla à Justiça francesa, que tinha entrado com o pedido de extradição por conta da suspeita de que eles faziam parte da célula terrorista que planejou os atentados. A Justiça acusa Abid T. de apoiar Abdel H. e Mohammad U. ao facilitar informações e trocar dados através do celular.

Ao todo, 130 pessoas morreram e mais de 350 ficaram feridas nas ações terroristas realizadas na capital francesa em novembro de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos