Trump critica comitê do Senado que investiga interferência russa nas eleições

Washington, 5 out (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou nesta quinta-feira o Comitê de Inteligência do Senado que investiga a suposta interferência russa nas eleições americanas e pediu que o mesmo avalie as "notícias falsas" que, segundo ele, estão sendo divulgadas pela imprensa americana.

"Por que o Comitê de Inteligência do Senado não está investigando as notícias falsas da imprensa em NOSSO país para ver porque muitas das nossas notícias são inventadas? FALSO!", escreveu Trump no Twitter.

Trump fez esses comentários depois que o presidente do Comitê de Inteligência, o republicano Richard Burr, e o seu vice-presidente, o democrata Mark Warner, informaram ontem em uma coletiva de imprensa os últimos resultados da investigação sobre a interferência russa nas eleições de 2016.

Os senadores confirmaram as conclusões obtidas anteriormente pelos serviços de inteligência dos EUA e qualificaram de "determinadas" e "inteligentes" as tentativas do serviço secreto russo para influenciar na campanha eleitoral através de ataques cibernéticos.

Segundo os senadores, a investigação se concentra agora em determinar se houve algum tipo de coordenação entre o Kremlin e membros de alguma campanha, supostamente a de Donald Trump, para prejudicar sua rival, a democrata Hillary Clinton.

Trump atacou com força nos últimos dias os meios de comunicação, e os acusou, por exemplo, de divulgarem rumores sobre desavenças com seu secretário de Estado, Rex Tillerson.

A emissora "NBC News" publicou ontem um artigo afirmando que o vice-presidente Mike Pence teve que intervir para acalmar o secretário de Estado e evitar que este renunciasse, após meses de tensões com a Casa Branca, citando funcionários do governo.

"Rex Tillerson nunca ameaçou renunciar. Isso são notícias falsas publicadas pela 'NBC'. Baixo nível em seus padrões de notícias e jornalismo. Nenhuma verificação para mim", disse hoje Trump.

Na manhã de hoje, o presidente dedicou boa parte de suas mensagens na rede social para atacar os meios de comunicação e defender sua presidência.

"Os mercados de valores estão em alta O TEMPO TODO! O desemprego em seu nível mais baixo em 16 anos! Os negócios e as fábricas em seus níveis mais altos de entusiasmo em décadas!", afirmou Trump.

O presidente também mencionou sua visita a Las Vegas ontem, onde 58 pessoas e mais de 500 ficaram feridas no domingo, o pior massacre da história recente dos EUA.

"Foi maravilhoso estar ontem em Las Vegas e encontrar tanta gente, de policiais a médicos e até as próprias vítimas, de quem jamais me esquecerei!", escreveu o presidente americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos