Brasil parabeniza ICAN por Nobel e lembra seus esforços por acordo nuclear

Rio de Janeiro, 6 out (EFE).- O governo brasileiro parabenizou nesta sexta-feira a Campanha Internacional para a Abolição das Armas Nucleares (ICAN), vencedora do prêmio Nobel da Paz, e lembrou seus próprios esforços para alcançar o tratado que proíbe as armas nucleares.

"O Brasil cumprimenta a ICAN, vencedora do Nobel da Paz, pelo seu papel na construção do Tratado sobre a Proibição das Armas Nucleares", disse o Ministério das Relações Exteriores em uma mensagem em sua conta no Twitter.

Na mesma rede social, o Itamaraty lembrou que o Brasil foi um dos países promotores e principais impulsores da conferência na qual foi estipulado o acordo de desarmamento nuclear e o primeiro país a assinar o tratado na ONU.

"A defesa do desarmamento nuclear é uma opção estratégica, um imperativo moral e um dever constitucional", acrescentou a Chancelaria.

Em 20 de setembro, no primeiro dia da Assembleia Geral da ONU deste ano, o presidente Michel Temer foi o primeiro chefe de Estado em assinar o Tratado que compromete seus membros a não desenvolver, testar, produzir, adquirir, possuir ou armazenar armas nucleares ou qualquer outro dispositivo nuclear explosivo.

A conferência para negociar o pacto foi proposta por Brasil, África do Sul, Austrália, Irlanda, México e Nigéria no final de 2016, e o texto foi aprovado em 7 deste ano por 122 países.

O tratado, que ainda não foi assinado por nenhuma potência nuclear, começa a vigorar quando pelo menos 50 membros da ONU o assinarem e ratificarem.

A ICAN, com sede em Genebra, venceu o Nobel da Paz por ter se transformado em uma "força motriz" na iniciativa humanitária lançada em 2015 para chegar ao acordo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos