Número de mortos em Porto Rico devido a passagem do furacão Maria chega a 36

San Juan, 6 out (EFE).- O governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, informou nesta sexta-feira que o número de mortos devido a passagem do furacão Maria subiu para 36, além de alertar que a situação na represa de Guajacata, na área oeste, é crítica, por isso pediu à população que fique atenta a deslizamentos.

Em sua entrevista coletiva diária, Rosselló ressaltou que aproveitará a visita à ilha do vice-presidente dos Estados Unidos, Michael Pence, para pedir que a ajuda americana seja suficiente para a recuperação de Porto Rico.

"Pence foi um campeão de Porto Rico", disse o governador, que adiantou que pedirá ao número dois da Casa Branca que "seja o líder no Senado para que o pacote de ajuda seja feito da mesma maneira que para os estados" dos EUA e que Washington o financie ou que o Executivo da ilha pague 10% do total.

Rosselló informou que o porta-aviões americano USNS Comfort, uma embarcação hospital, já atende pacientes, que 15 caminhões cheios de combustível chegaram na quinta-feira aos municípios do interior e às montanhas que passam por situação crítica.

Ontem também chegaram a Porto Rico 1.143 containers da Agência Federal de Gestão de Emergência (Fema), que representam 82% do habitual.

O diretor para a área do Caribe da Fema, Alejandro de la Campa, informou que a agência fez na quinta-feira um total de 96 missões na ilha, nas quais foram distribuídos 160 mil litros de água.

Segundo De la Campa, a Fema já recebeu 250 mil pedidos de ajuda de pessoas afetadas em Porto Rico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos