Merkel anuncia que tentará negociar coalizão com liberais e verdes

Berlim, 7 out (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou neste sábado que fará negociações com os liberais e Os Verdes para tentar de formar uma coalizão de governo após os resultados eleitorais de 24 de setembro.

A chanceler realizou estas declarações em um congresso da juventude de seu partido, a União Democrata-Cristã (CDU) em Dresden (leste da Alemanha), e disse também que, uma vez os partidos cheguem a um acordo, advogará para que o texto seja aprovado por um congresso extraordinário de sua formação.

"Quero que se forme", disse a chanceler perante muitos delegados da Juventudes da União (JU) em um discurso que foi transmitido pela internet.

As negociações serão "difíceis", reconheceu Merkel, que acrescentou que é preciso formar um "governo confiável".

Além disso, Merkel apoiou um "congresso para discutir e ratificar um possível acordo de coalizão", uma decisão que significa uma mudança com relação à fórmula escolhida até agora pelo seu partido para aprovar as negociações de coalizão, pois nas últimas ocasiões tinha bastado o respaldo da cúpula.

Por outro lado, outros partidos recorrem neste tipo de ocasiões a consultas às suas bases, como fez o Partido Social-Democrata (SPD) após alcançar um acordo para formar uma grande coalizão após as eleições gerais de 2013.

O bloco conservador que apoia a chanceler, o CDU e sua "irmã" bávara, a União Social-Cristã (CSU), obtiveram nas eleições 32,9% dos votos, uma maioria insuficiente para formar um governo estável.

Depois da decisão dos sociais-democratas de migrar para oposição - após colher seu pior resultado eleitoral desde 1949 -, a única coalizão viável é um grupo formado entre conservadores, liberais e verdes.

Esta opção, denominada Jamaica na Alemanha pelas cores com as quais tradicionalmente se identificam os partidos envolvidos, é uma aliança inédita a nível federal.

A negociação, que não começará até que não as eleições regionais de Baixa Saxônia no próximo domingo, deverá ser complexa pelas diferenças entre os diferentes partidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos