Rússia diz que se RT for punida nos EUA, fará o mesmo com imprensa americana

Moscou, 8 out (EFE).- A Chancelaria russa afirmou neste domingo que tomará medidas de represália contra os meios de comunicação americanos se as atividades do canal "RT" nos Estados Unidos forem restringidas por Washington.

"Tudo o que for feito em relação à RT em território americano, podemos fazer contra os meios e jornalistas dos EUA na Rússia", disse Maria Zajarova, porta-voz russa de Assuntos Exteriores.

Zajarova assegurou que Moscou não fará distinções entre meios públicos, aqueles que recebem algum financiamento estatal e os que são puramente privados.

O Kremlin denunciou nas últimas semanas a "pressão sem precedentes" à qual estão sendo submetidos os meios de comunicação russos como RT e a agência de notícias Sputnik, que não duvidou em qualificar de violação do princípio de liberdade de imprensa.

A diretora do canal, Margarita Simonian, assegurou na semana passada que a RT deixará de transmitir nos Estados Unidos se for obrigada a se registrar como agente estrangeiro, algo que limitaria sua atividade.

"No pior dos casos abandonaremos o território dos Estados Unidos e deixaremos de transmitir no país. No pior dos casos, a Rússia responderá com as mesmas ações aos meios de comunicação americanos", apontou.

Nos EUA, o canal de televisão - que transmite em inglês, espanhol e árabe - da mesma forma que o Sputnik são vistos como braços executores da máquina de propaganda russa e da ingerência em seus assuntos internos, como ocorreu nas eleições presidenciais.

O Serviço Federal de Supervisão das Telecomunicações (Roscomnadzor) da Rússia anunciou recentemente a abertura de um procedimento administrativo contra rede americana "CNN".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos