Rebeldes ugandenses degolam 22 civis na República Democrática do Congo

(Atualiza número de capacetes azuis mortos).

Kinshasa, 9 out (EFE).- Os rebeldes ugandenses da Frente Democrática Aliada (ADF, pela sigla em inglês) degolaram 22 civis perto de Beni, no leste da República Democrática do Congo (RDC), confirmaram nesta segunda-feira as autoridades locais.

As 22 vítimas faziam parte de um grupo de pessoas que fugiam de um combate entre o Exército congolês e o ADF, que atacou ontem à noite um posto conjunto de militares da RDC e as forças de paz da missão de estabilização das Nações Unidas no país, a Monusco, e matou dois capacetes azuis da ONU.

Outros 12 soldados da Monusco ficaram feridos e foram levados ao hospital.

O governador do Kivu Norte (região na qual se encontra Beni, uma das áreas mais violentas do país), Julien Paluku, indicou que os acessos à zona onde ocorreram os choques foram fechados "até nova ordem".

Em 19 de setembro, um capacete azul de nacionalidade tanzaniana morreu após ser atingido por disparos em um enfrentamento com rebeldes da ADF.

A Monusco foi criada em 1999 e para a ONU continua sendo necessária para contribuir para a estabilização do país, imerso em um frágil processo de paz após a segunda guerra do Congo (1998-2003).

Uma das principais tarefas da missão é combater o ADF, uma das organizações armadas que seguem atuando na RDC após o desarmamento em novembro de 2014 do grupo rebelde M23, que chegou a controlar boa parte da região.

Os enfrentamentos entre o ADF e o Exército, bem como os ataques da guerrilha ugandense contra civis, provocam constantes massacres nesta zona especialmente volátil do RDC.

Um relatório publicado em 18 de setembro pelo Grupo de Investigação sobre o Congo, vinculado à Universidade de Nova York, afirma que membros do Exército da RDC estão envolvidos junto com o ADF na onda de assassinatos em massa que assola a zona de Beni desde 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos