Donald Tusk pede que Puigdemont que não declare independência

Bruxelas, 10 out (EFE).- O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, pediu nesta terça-feira ao presidente do governo da Catalunha, Carles Puigdemont, que não declare a independência e respeite a ordem constitucional da Espanha.

"Hoje, peço ao senhor que respeite a ordem constitucional e que não anuncie uma decisão que tornaria esse diálogo impossível", disse Tusk, em pronunciamento no Comitê das Regiões da União Europeia (UE) e após lembrar que no dia 2 de outubro foi pedida uma conversa com o presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy.

Depois de citar os desafios que o bloco enfrenta, como a crise migratória e o Brexit, ele se dirigiu diretamente a Puigdemont "pouco antes do discurso" desta tarde no Parlamento catalão.

"Me dirijo ao senhor não só como o presidente do Conselho Europeu, mas também como alguém que acredita fortemente na lema da UE: 'unidos na diversidade' e como membro de uma minoria étnica, como regionalista, como um homem que sabe o que alguém sente quando apanha da Polícia e como ex-primeiro-ministro de um país europeu. Em resumo, como alguém que entende e sente os argumentos e emoções de todas as partes", disse Tusk, que foi primeiro-ministro da Polônia de 2007 a 2014.

Ele lembrou que há alguns dias pediu a Rajoy "uma solução para o problema sem usar a força, porque a força do argumento é sempre melhor que os argumentos da força".

"Hoje peço ao senhor (Puigdemont) que respeite nas suas intenções a ordem constitucional e não anuncie uma decisão que faria esse diálogo impossível. A diversidade não deveria e não deve levar ao conflito cujas consequências, obviamente, seriam ruins para os catalães, para a Espanha e para o conjunto da Europa", acrescentou.

O presidente do Conselho Europeu apelou ainda à "busca do que une e não ao que divide".

"Isso é o que decidirá o futuro do nosso continente", destacou. EFE

jaf/cdr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos