Irã classificará EUA como "terrorista" se agir contra corpo de elite iraniano

Teerã, 10 out (EFE).- O governo do Irã garantiu nesta terça-feira que tratará os Estados Unidos como "um país terrorista" se este decidir incluir a corporação dos Guardiões da Revolução do Irã em sua lista de grupos terroristas.

"É um órgão oficial e revolucionário da República Islâmica do Irã que tem suas raízes nos valores islâmicos", defendeu em uma coletiva de imprensa o porta-voz governamental, Mohamad Baqer Nobajt.

O porta-voz enfatizou que o governo iraniano apoia os Guardiões da Revolução, aos quais descreveu como "uma força poderosa e defensiva" do país, segundo declarações difundidas pela agência oficial "IRNA".

Espera-se que o presidente americano Donald Trump anuncie esta semana se vai classificar os Guardiões como uma organização terrorista, e se certifica ou não o cumprimento por parte do Irã do acordo nuclear.

Ali Akbar Velayati, assessor do líder supremo iraniano Ali Khamenei e ex-ministro de Relações Exteriores, afirmou que seu país responderá "reciprocamente e com força" às decisões de Trump, pois "todas as opções estão sobre a mesa".

"Os americanos, que são os principais aliados do 'Daesh' (acrônimo em árabe para Estado Islâmico), não estão felizes com os 'Sepah' (Guardiões da Revolução)", cuja função de assessoria aos governos da Síria e do Iraque impediu que os jihadistas dominassem esses países, segundo Velayati.

Para o responsável iraniano, os Guardiões são "representantes do povo do Irã na frente de resistência contra os expansionismos americano e sionista (Israel), e de seus aliados na região".

Há dois dias, o comandante desta força de elite, o general Mohamad Ali Jafari, advertiu aos Estados Unidos que suas bases e tropas presentes no Oriente Médio estarão em perigo se Washington decidir impor novas sanções contra o Irã.

Jafari também reiterou que, se os EUA finalmente incluírem os Guardiões em sua lista de grupos terroristas, esta força "tratará o exército americano em todo o mundo, especialmente no Oriente Médio, como o 'Daesh'".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos