Iraque diz que não dialogará referendo curdo se processo não for suspenso

Bagdá, 10 out (EFE).- O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, afirmou nesta terça-feira que não debaterá com ninguém o referendo realizado na região autônoma do Curdistão iraquiano e nem dialogará, a não ser que este processo seja suspenso.

Em uma entrevista coletiva em Bagdá, Abadi disse que não se pode "cruzar os braços perante as tentativas de desfazer a unidade do país, pois isso causará mais problemas", em alusão à votação independentista realizada em 25 de setembro no Curdistão, não reconhecida pelo governo do Iraque.

Acrescentou que "qualquer diálogo deve ter foco na unidade do Iraque, na construção e rejeição do referendo", cujos resultados foram favoráveis à independência do Curdistão.

Além disso, indicou que "o sistema confederado é um processo que requer modificar a Constituição e a aprovação de dois terços dos deputados do Parlamento".

O referendo foi rejeitado pela comunidade internacional e tanto Bagdá como países vizinhos - Irã e Turquia - tomaram medidas severas contra a região, que goza de uma autonomia desde a Constituição de 2005, na qual o Iraque é definido como um Estado federal.

A respeito, Abadi argumentou que "não há boicote" contra a região e que não precisa de "intermediação", pois as relações entre ambos os governos "não foram cortadas".

No entanto, o primeiro-ministro disse que não haverá nenhum tipo de diálogo nem negociação a não ser que anulem o referendo, que registrou 72% de participação e 92% dos votos a favor da independência.

Por outro lado, o político pediu às forças curdas "peshmergas" que evitem "choques" com as forças iraquianas nas zonas disputadas entre Erbil - capital do Curdistão - e Bagdá, ou seja, a cidade rica em petróleo de Kirkuk, bem como algumas zonas nas províncias de Ninawa, Salah-ad-Din e Diyala ocupadas pelas tropas curdas.

O governo central anunciou novas medidas econômicas em resposta ao referendo, e a mais polêmica até agora foi a ordem de suspender os voos internacionais com origem ou destino nos aeroportos curdos de Erbil e Suleimaniya.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos