Polícia e manifestantesse enfrentam no oeste do Quênia

Nairóbi, 11 out (EFE).- A polícia do Quênia e um grande número de manifestantes se enfrentaram nesta quarta-feira na cidade de Kisumu (oeste) durante os protestos convocados pela principal coalizão opositora, a Super Aliança Nacional (NASA), após a desistência de seu candidato, Raila Odinga, às eleições do dia 26.

Centenas de seguidores desta cidade, tradicional reduto da oposição, queimaram pneus e lançaram pedras como resposta às bombas de gás lacrimogêneo que foram atiradas pelos agentes antidistúrbios.

A tensão vivida em Kisumu contrasta com a aparente normalidade dos protestos convocados na capital, Nairóbi, onde milhares de pessoas se concentraram para protestar de forma pacífica contra a Comissão Eleitoral.

A NASA convocou há algumas semanas estas manifestações para todas segundas-feiras, quarta-feiras e sexta-feiras prévias à repetição das eleições presidenciais como protesto contra a Comissão, à qual responsabilizam pelas irregularidades que causaram a anulação do resultado das eleições de 8 de agosto.

No entanto, Odinga anunciou ontem que retirava sua candidatura já que a Comissão não atendeu suas exigências, após a qual seu partido convocou todos os seus seguidores para uma manifestação sob o lema "sem reformas não há eleições".

A formação opositora quer que desistência de Odinga suponha o cancelamento das eleições, ainda que a Justiça do país tenha permitido que um candidato minoritário, Ekuru Aukot, volte a concorrer à presidência.

O Supremo ordenou que fossem repetidas as eleições presidenciais, ainda que só habilitou como candidatos Odinga e o presidente Uhuru Kenyatta, que tinha sido reeleito nas eleições canceladas de 8 de agosto com 54% dos votos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos