Polícia italiana procura dois presos que fugiram quando almoçavam com o papa

Roma, 11 out (EFE).- A Polícia italiana procura dois detentos que participavam de um almoço celebrado pelo papa Francisco com pobres e necessitados durante sua visita a Bolonha (norte do país) e, 1 de outubro e que aproveitaram para fugir, segundo a imprensa local.

O fato ocorreu durante o almoço organizado na Basílica de São Petrônio, no qual participavam pobres e presos, quando estes dois homens, napolitanos (sul da Itália), se afastaram e escaparam do local, de acordo com as informações.

Os dois sujeitos já tinham cumprido suas penas, mas seguiam detidos e participavam de um programa de reinserção social, pois as autoridades italianas os consideravam "socialmente perigosos".

A polícia tenta encontrar os dois que, uma vez achados, deverão voltar ao programa de reinserção, indicou a imprensa.

O papa Francisco visitou em 1 de outubro as cidades de Cesena e Bolonha, e pediu aos governos que adotem programas de acolhimento e abram corredores humanitários para refugiados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos