Rajoy quer que presidente catalão esclareça se declarou independência

Madri, 11 out (EFE).- O governo espanhol pedirá formalmente nesta quarta-feira para o presidente da região autônoma da Catalunha, Carles Puigdemont, esclarecer se declarou ou não ontem a independência no Parlamento, antes de decidir se toma medidas legais, explicou o chefe do Executivo, Mariano Rajoy.

A partir da resposta, o governo central analisará a aplicação do artigo 155 da Constituição, que dá ao gabinete direito de assumir as funções desempenhadas pelas autoridades regionais.

Em reunião extraordinária, o conselho de Ministros aprovou o requerimento hoje depois que Puigdemont declarou no Parlamento regional que assume o "mandato do povo catalão" para que "a Catalunha se transforme em um Estado independente em forma de república" e, em seguida, propôs "suspender os efeitos da declaração de independência" para abrir a porta ao diálogo.

Na opinião de Rajoy, o discurso de Puigdemont representa uma "deliberada confusão" que demanda esclarecimento e o requerimento é o passo anterior a qualquer medida que possa ser adotada.

O artigo 155 se refere às comunidades autônomas que não cumprem as obrigações da Constituição e atentam gravemente ao interesse geral da Espanha. A resposta de Puidemont marcará o futuro dos próximos eventos, segundo Rajoy, pois se o presidente catalão manifestar vontade de respeitar a legalidade acabaria "um período de instabilidade, tensões e quebra da convivência".

Tanto a lei catalã que regulava o referendo, aprovada pelo Parlamento regional em 6 de setembro, quanto a convocação da consulta, foram suspensas pelo Tribunal Constitucional. Desde 1 de outubro, a Catalunha registra manifestações pró e contra a independência, em um ambiente crescente de tensão.

Nesse período, grandes companhias catalãs mudaram a sede social para outras cidades espanholas com medo da insegurança jurídica e da incerteza da situação na região, que responde por 19% do PIB espanhol. Entre as empresas que saíram estão CaixaBank, Sabadell, Gás Natural Fenosa, Grupo Editorial Planeta, Águas de Barcelona e Abertis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos