Fatah e Hamas ressaltam compromisso de concluir reconciliação

Cairo, 12 out (EFE).- O grupo nacionalista palestino Fatah e o movimento islâmico Hamas ressaltaram nesta quinta-feira no Cairo o compromisso de concluir a reconciliação palestina e acabar com a divisão que separa ambas as partes desde 2007.

O representante do Fatah, Azzam al Ahmad, e o líder do Hamas, Saleh al Arouri, anunciaram em coletiva de imprensa que o primeiro passo para esta reconciliação será reforçar o governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP), que voltou à Faixa de Gaza no dia 2 de outubro.

"As conversas se concentraram em impulsionar o governo de consenso nacional para que trabalhe com todas as suas competências tanto na Cisjordânia (governada pelo Fatah) como em Gaza (controlada pelo Hamas)", assegurou Arouri, após três dias de conversas entre ambas as partes na sede dos Serviços de Inteligência do Egito.

Além disso, destacou que os representandes do Hamas se mostram "firmes, sérios e honestos para acabar com a divisão e abrir a porta para chegar à reconciliação". Segundo ele, "não há outra opção a não ser continuar com a união do povo".

Arouri afirmou que não há outras negociações com o Fatah, já que apenas um acordo foi assinado no Cairo em maio de 2011, "que tem tudo".

O diretor do Fatah, Hazem Abu Shanab, explicou à Agência Efe ontem que os dois grupos abordaram o acordo assinado na capital egípcia, que estipula formar um governo de unidade e convocar eleições gerais, um pacto no qual ambas as partes fracassaram ao implementar, embora agora exista "um ambiente de consenso" para que tudo dê certo.

Na coletiva de imprensa, as duas partes disseram que adotaram uma postura "séria e disposta a fazer com que a reconciliação tenha sucesso" e capaz de "tudo para chegar à reconciliação com a meta de enfrentar o projeto sionista e dar esperanças ao povo".

Nesta manhã, fontes dos dois grupos detalharam à Agência Efe que Fatah e Hamas também pactuaram a entrega das passagens fronteiriças em Gaza à ANP e que voltarão a se reunir no Egito em novembro para estudar como implementar os artigos do acordo do Cairo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos