Uruguai diz que conflito do leite com o Brasil não favorece acordo com a UE

Montevidéu, 12 out (EFE).- O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, considerou nesta quinta-feira como "ilógica" a medida tomada pelo Brasil de suspender a importação de leite do país vizinho em um momento no qual o Mercosul negocia um acordo de livre comércio com a União Europeia.

Além disso, Vázquez destacou que a medida adotada na terça-feira pelo Brasil, que alegou que parte do leite exportado pelo Uruguai vem de outros países, dá uma imagem ruim para a região.

"Nesta época de modernidade, o método é acusar algo ou alguém de algo sem provas. E o que é acusado tem que provar que não é culpado. Mas, na realidade, o mecanismo teria que ser o inverso", disse o presidente do Uruguai durante uma entrevista à "Rádio Sarandí".

Vázquez explicou que o Brasil acusa o Uruguai de comprar leite da Argentina e revendê-lo baseado em uma ideia falsa e equivocada de que no ano passado o país exportou mais do que produziu.

"Então o Brasil diz: 'da onde tiraram esse leite?'. A resposta é muito simples. Como não vendemos à Venezuela, há um estoque remanescente que vendemos ao Brasil", disse Vázquez.

O presidente do Uruguai também afirmou que não recebeu nenhuma comunicação oficial do governo do Brasil, mas que já informou sobre o problema ao Conselho de Ministros para se antecipar aos fatos.

"Começamos a trabalhar para ver se podemos evitar que essa medida seja de fato aplicada pelo Brasil e, em segundo lugar, para que, se não evitarmos, decidirmos como encaramos", destacou Vázquez.

Na entrevista, o presidente uruguaio destacou que não é possível aceitar que, dentro do Mercosul, um país imponha cotas ao outro.

Por fim, Vázquez anunciou que viajará em novembro para o México para assinar uma nova versão do acordo de livre comércio com o país.

"Não havia uma cláusula de lácteros e agora vamos incluí-la, seguramente. Não digo 100%, mas com uma boa porcentagem de chance, de abrirmos a venda de lácteos para lá, pelo menos de leite em pó", revelou o presidente do Uruguai.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos