Ataque "terrorista" no Egito mata pelo menos seis soldados

Cairo, 13 out (EFE).- Pelo menos seis soldados egípcios morreram por um ataque "terrorista" na cidade egípcia de Al Arish, capital da província do Norte do Sinai (nordeste), informou nesta sexta-feira o porta-voz das Forças Armadas, Tamer Al Refai.

Al Refai detalhou em comunicado que "elementos terroristas armados atacaram um posto de segurança do Exército egípcio em Al Arish".

Segundo a fonte, os radicais usaram granadas de mão e armas de fogo para perpetrar o ataque, que até o momento não foi reivindicado por nenhum grupo extremista.

A fonte acrescentou que as forças de segurança enfrentaram os "terroristas", ainda que estes tenha conseguido fugir.

Em 11 de setembro, pelo menos 18 polícias egípcios morreram e sete ficaram feridos por um ataque assumido pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) contra uma patrulha das forças de segurança ao oeste da cidade de Al Arish, no norte da península do Sinai.

As forças armadas egípcias lutam contra grupo armado radical no norte do Sinai, incluída a filial local do EI, que expandiu sua atividade para além da península.

Os uniformizados são alvo de ataques frequentes nessa zona do país, que se intensificaram desde a derrocada do presidente islamita Mohamed Mursi em julho de 2013 em um golpe de Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos