Justiça do Equador ratifica prisão preventiva de vice-presidente

Quito, 13 out (EFE).- A Justiça do Equador ratificou nesta sexta-feira a prisão preventiva do vice-presidente do país, Jorge Glas, suspeito de estar envolvido no esquema de corrupção da construtora brasileira Odebrecht.

A decisão foi tomada por três juízes em uma audiência realizada em Quito após o advogado de Glas, Eduardo Franco Loor, solicitar uma revisão da medida cautelar pela qual o político foi preso no dia 2 de outubro.

A prisão preventiva foi uma atualização da proibição de sair do país imposta a Glas desde agosto, pois o Ministério Público do país considerou que havia perigo de fuga após o surgimento de novas evidências vindas de outros países.

Os juízes descartaram o recurso da defesa e ratificaram sua decisão, descartando os argumentos de que a prisão preventiva foi pedida um dia depois de ser fechada a instrução fiscal pela qual deviam esperar um prazo mais amplo.

Na última terça-feira, o vice-presidente tinha desistido de pedir revisão da ordem de prisão preventiva e seu advogado afirmou que esperava que se cliente fosse totalmente absolvido em uma vista de preparação do julgamento prevista para a próxima segunda-feira.

Glas, que há mais de uma semana foi substituído na vice-presidência de forma temporária por ordem do presidente Lenín Moreno, estava proibido de sair do Equador desde agosto, quando a Procuradoria anunciou suas suspeitas sobre o crime de associação ilícita.

O caso se refere ao período em que Glas era responsável pelos setores estratégicos do país, entre 2010 e 2012, durante o governo de Rafael Correa (2007-2017).

O procurador-geral do Equador, Carlos Baca, fez o pedido de prisão preventiva após receber novas informações sobre o caso dos Estados Unidos.

Com Glas oficialmente de férias por um período de dois meses, o presidente Moreno designou na semana passada a ministra de Moradia, María Alejandra Vicuña, vice-presidente temporária do país durante um período máximo de três meses, após o qual todo o processo será revisado e, caso necessário, um substituto será nomeado de forma permanente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos