Protestos no Quênia contra Comissão Eleitoral deixam dois mortos

Nairóbi, 13 out (EFE).- Duas pessoas morreram e pelo menos outras duas ficaram feridas nesta sexta-feira após o ataque a uma delegacia de polícia na cidade de Bondo (sudoeste do Quênia) durante protestos convocados pela oposição contra a comissão que regula as eleições presidenciais remarcadas para 26 de outubro, informaram fontes policiais.

A oposição, aglutinada na coalizão NASA, pede uma reforma da Comissão Eleitoral, à qual culpa por irregularidades ocorridas durante as eleições presidenciais de 8 de agosto, que finalmente foram canceladas.

O Governo queniano proibiu ontem os protestos, que hoje aconteceram nas três principais cidades do Quênia (Nairóbi, Mombaça e Kisumu), onde ocorreram fortes enfrentamentos entre os opositores e policiais.

Nas últimas semanas, a NASA tinha convocado manifestações para todas segundas-feiras, quartas-feiras e sextas-feiras prévias à repetição das eleições.

Perante a negativa da Comissão a aceitar as demandas da oposição, o líder da NASA, Raila Odinga, anunciou que retirava sua candidatura à presidência, ainda que o ente eleitoral informou que tal desistência ainda não foi notificada de maneira oficial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos