Bombardeios de drones dos EUA matam 35 talibãs no leste do Afeganistão

Cabul, 18 out (EFE).- Pelo menos 35 talibãs morreram ontem em decorrência de bombardeios de drones dos Estados Unidos na província de Paktia, situada no leste do Afeganistão e onde na terça-feira aconteceu um ataque contra uma instalação policial que deixou 41 mortos e 158 feridos, informou nesta quarta-feira à Agência Efe uma fonte oficial.

Os aviões não-tripulados atacaram ontem guaridas de vários pequenos grupos de insurgentes no remoto distrito de Dand Aw Patan, perto da fronteira com o Paquistão, segundo indicou o porta-voz do governador provincial, Abdullah Hasrat.

"Nestes bombardeios morreram 35 talibãs, em sua maioria membros da rede Haqqani, e outros 15 ficaram feridos", detalhou a fonte, ao acrescentar que entre os mortos se encontram vários comandantes do grupo.

De acordo com Hasrat, a área atacada servia como a rota principal de abastecimento dos talibãs a quatro províncias do sudeste do país.

Os bombardeios aconteceram pouco depois de que os talibãs lançaram um ataque contra o quartel de Gardiz, capital de Paktia e onde a polícia tem a sua sede principal para as províncias de Paktia, Paktika, Khost e Logar.

Nesse ataque morreram 21 membros das forças de segurança e 20 civis faleceram e 158 pessoas ficaram feridas.

Os Estados Unidos aumentaram em 3.000 efetivos no último mês setembro o contingente de 8.400 que já mantinham no Afeganistão como parte da operação de treinamento da OTAN e em tarefas antiterroristas.

Segundo dados do Comando Central das Força Aérea dos EUA, no mês passado aconteceram 751 ataques aéreos no Afeganistão, superando agosto de 2012, com 589.

Desde o fim da missão de combate da OTAN em janeiro de 2015, o governo de Cabul foi perdendo terreno perante os talibãs até controlar apenas 57% do país, segundo o inspetor especial geral para a reconstrução do Afeganistão (SIGAR) do Congresso dos EUA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos