Governadores opositores não jurarão perante Constituinte, diz MUD

Caracas, 18 out (EFE). - A aliança opositora venezuelana Mesa da Unidade Democrática (MUD) reiterou nesta quarta-feira que os seus cinco candidatos eleitos como governadores no domingo passado não vão jurar o cargo perante a governista Assembleia Nacional Constituinte (ANC) e só se submeterão ao estabelecido na Constituição.

"A MUD reitera ao povo da Venezuela e à comunidade internacional que os governadores eleitos só se submeterão ao mandato estabelecido na Constituição e as leis da República, portanto só farão juramento perante Deus e os conselhos legislativos respectivos", diz a coalizão em comunicado.

Para hoje está marcada uma sessão da ANC, tachada de fraude pela oposição, na qual os 23 governadores eleitos no domingo passado foram convocados para jurar. No entanto, a MUD e os seus governadores eleitos ratificam hoje "o compromisso é com a vontade do povo expressada em 16 de julho, onde de forma contundente mais de 7 milhões e meio de venezuelanos rejeitaram a fraude Constituinte".

A oposição venezuelana tinha assinalado, inclusive antes da realização das eleições, que o seu governador não juraria na ANC, apesar do presidente Nicolás Maduro prometer a destituição de quem não fizer isso.

Ontem, Antonio Ecarri Bolívar, vice-presidente de Ação Democrática (AD), partido da MUD que ganhou quatro dos cinco governos, afirmou que se estava estudando a possibilidade de jurar na Constituinte para não deixar sem representação os eleitores que apostaram neles.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos