Sobe para 42 número de mortos em incêndios em Portugal

Lisboa, 18 out (EFE).- O número de mortos nos incêndios que atingiram o centro e o norte de Portugal no domingo subiu para 42 com a morte de uma mulher que estava no Hospital de Coimbra.

A informação foi confirmada nesta quarta-feira à Agência Efe pela porta-voz da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, elevando o último balanço oficial de vítimas divulgado ontem. O número de feridos chega a cerca de 70.

Os mais de 700 focos de incêndio registrados no domingo e na segunda-feira foram controlados ontem graças à queda das temperaturas e à chegada de chuvas em Portugal.

A tragédia também já fez sua primeira vítima política. A ministra de Administração Interna, Constança Urbano de Souza, foi demitida hoje pelo primeiro-ministro do país, António Costa.

O governo de Costa terá que enfrentar não só uma remodelação, mas também uma moção de censura do CDS, partido mais à direita do parlamento de Portugal.

Essa é a segunda crise similar vivida por Portugal neste ano. Em junho, 64 pessoas morreram e mais de 250 ficaram feridas no grande incêndio de Pedrógão Grande.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos