Número de mortos em ataque contra mesquita xiita no Afeganistão sobe para 56

Cabul, 21 out (EFE).- O número de mortos no ataque ocorrido na sexta-feira contra uma mesquita xiita em Cabul subiu para 56 e o de feridos para 55, informou o Ministério do Interior do Afeganistão.

"Confirmamos que 56 dos nossos cidadãos morreram e 55 fiéis que estavam rezando ficaram feridos. Há três mulheres entre os falecidos e outras três entre os feridos. Também há crianças entre as vítimas", disse à Agência Efe o porta-voz do Ministério do Interior do Afeganistão, Hedayatullah Hafiz.

A comunidade xiita, especialmente a minoria étnica hazara, é alvo frequente de ataques deste tipo. Por esse motivo, as autoridades tinham armado centenas de civis dessa orientação do Islã para proteger as mesquitas durante eventos importantes.

No entanto, esse grupo de reforço da segurança não estava presente ontem no local por se tratar de uma sexta-feira normal.

"Os civis armados são para grandes eventos religiosos, mas era uma oração normal da tarde", explicou a porta-voz, informando que o órgão trabalha para melhorar a segurança nas mesquitas xiitas.

O vice-ministro de Assuntos Religiosos do Afeganistão, Dai-ul-Haq Abid, confirmou em entrevista coletiva que o governo convocou uma reunião para estudar como prevenir esse tipo de ataque no futuro.

Um terrorista suicida entrou na mesquita Imam Zamam, no oeste de Cabul, e detonou os explosivos que carregava. O atentado foi reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Uma hora antes, outro suicida se explodiu no interior da mesquita de Khwajagan, na província de Ghor, deixando pelo menos 30 mortos, de acordo com a polícia local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos