Votação para deputados e senadores termina na Argentina

Buenos Aires, 22 out (EFE).- Os centros de votação abertos para as eleições legislativas realizadas neste domingo na Argentina fecharam às 18h (mesmo horário em Brasília), em um dia sem incidentes relevantes e com grande participação dos eleitores.

Para estas eleições, de voto obrigatório e nos quais 33,1 milhões de argentinos estavam habilitados a escolher 127 deputados - a metade da Câmara - e 24 senadores - um terço do total -, foram disponibilizadas 90.084 mesas eleitorais em quase 14.500 pontos de votação. As previsão é de que os primeiros resultados comecem a ser divulgados às 21h.

Aproximadamente, 106 mil membros de Polícia, da Prefeitura e das Forças Armadas foram desdobrados para garantir a segurança. Durante o dia, dois colégios da capital e a Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires tiveram que ser esvaziados por ameaças de bombas, mas as votações foram retomadas após a inspeção das forças de segurança. Nos últimos dias foram contabilizadas quase 3 mil chamadas não identificadas alertando sobre explosivos em diversas escolas.

Apesar de tudo, alguns dos principais candidatos disseram que a jornada transcorreu com normalidade.

Essas são as primeiras eleições legislativas que o governo de Mauricio Macri enfrenta após quase dois anos de gestão, e a atenção se centra especialmente na província de Buenos Aires, já que representa 37% do total de eleitores. No maior distrito do país destacam como postulantes ao Senado a ex-presidente Cristina Kirchner, que obteve uma ajustada vitória nas primárias de agosto com relação ao candidato governista Esteban Bullrich, ex-ministro da Educação.

Entre os participantes também estão Sergio Massa, pela coalizão de centro-esquerda 1País e que foi ministro de Interior e Transporte durante a presidência de Cristina, e Florencio Randazzo, pelo peronista Partido Justicialista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos