EI mata 116 moradores de cidade síria em um período de 20 dias

Beirute, 23 out (EFE).- Pelo menos 116 pessoas foram assassinadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) durante os 20 dias que controlou a cidade de Al Qariatain, no sudeste da província central síria de Homs, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG apontou que os jihadistas acusaram a maior parte das suas vítimas de serem informantes e de colaborarem com as autoridades sírias.

Pelo menos 83 dessas pessoas foram assassinadas pelos radicais durante as últimas 48 horas da sua presença na cidade.

Além disso, há vários desaparecidos que não se sabe se morreram nas mãos dos extremistas ou se conseguiram sobreviver.

Por enquanto, os meios de comunicação oficiais sírios não confirmaram estas informações.

No último dia 21, o exército sírio recuperou o controle de Al Qariatain, depois que o EI se retirasse na noite anterior.

Segundo o Observatório, 200 combatentes do EI recuaram em direção ao deserto.

Além disso, a ONG destacou que as forças governamentais mataram 12 pessoas em seu retorno à cidade.

A fonte explicou que a maioria dos membros do EI que tomaram Al Qariatain no último dia 1º de outubro eram naturais da cidade e pertenciam a células dormentes do grupo terrorista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos