Triplo ataque suicida do Boko Haram deixa 13 mortos na Nigéria

Abuja, 23 out (EFE).- Pelo menos 13 pessoas morreram e outras 18 ficaram feridas em um triplo ataque suicida realizado por supostos membros da organização terrorista Boko Haram em Maiduguri, no nordeste da Nigéria, confirmaram nesta segunda-feira à Agência Efe fontes policiais.

O atentado, que aconteceu ontem à noite, foi executado nos arredores da cidade por um homem e duas mulheres que detonaram as cargas explosivas que portavam e também morreram na explosão, disse à Efe o porta-voz da polícia regional, Victor Isuku.

"Não há dúvida que o Boko Haram é o responsável, este é seu 'modus operandi'", indicou Isuku.

Este atentado é o mais letal de todo o mês de outubro no estado de Borno, cuja capital é Maiduguri, uma das cidades mais assediadas por este grupo jihadista.

O governo nigeriano enviou os chefes do exército à zona nordeste do país para lutar contra o Boko Haram, que aumentou seus ataques na região após as operações militares que lhes expulsaram das áreas que ocupavam no ano passado.

O Boko Haram, que significa em línguas locais "A educação não islâmica é pecado", luta para impor um Estado islâmico na Nigéria, país de maioria muçulmana no norte e predominantemente cristão no sul.

O grupo adquiriu notoriedade internacional, inclusive antes de proclamar-se uma franquia do Estado Islâmico (EI) na África, ao declarar seu próprio califado islâmico no norte da Nigéria.

Desde que a polícia matou em 2009 o então líder do Boko Haram, Mohamed Yusuf, os radicais mantêm uma sangrenta campanha na qual assassinaram mais de 20.000 pessoas, enquanto que cerca de 1,9 milhão se viram obrigados a abandonar seus lares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos