Abe e Moon reafirmam unidade contra Pyongyang após reeleição do líder japonês

Tóquio, 24 out (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, decidiu nesta terça-feira com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, manter a cooperação para fazer frente aos desafios de Pyongyang, após a reeleição do japonês nas eleições de domingo.

Ambos governantes tiveram hoje uma conversa por telefone para analisar as relações entre ambos governos após a sólida vitória de Abe nas eleições antecipadas no país asiático, segundo disse um porta-voz do Executivo japonês à agência "Kyodo".

Abe e Moon reafirmaram sua vontade de manter a colaboração bilateral frente ao problema norte-coreano, bem como a trilateral junto aos Estados Unidos.

O presidente sul-coreano também felicitou Abe pela sua reeleição e apontou que o forte respaldo popular que recebeu "representa um grande impulso para fazer suas políticas", segundo disse um porta-voz do escritório presidencial de Seul à agência local "Yonhap".

O governante conservador japonês prometeu na véspera que empreenderá "contramedidas contundentes" para tentar frear os programas nucleares e de mísseis de Pyongyang, depois que a coalizão governante que lidera conseguiu revalidar sua maioria de dois terços na Câmara Baixa do parlamento japonês.

Além disso, Abe concordou em "intensificar a pressão" sobre Pyongyang com, Donald Trump, durante uma conversa telefônica que ambos tiveram na segunda-feira para preparar a visita ao Japão do presidente americano, dentro da excursão asiática que este realizará no início de novembro e que também lhe levará a Seul e Pequim.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos