Congresso dos EUA abre duas investigações por venda de urânio à Rússia

Washington, 24 out (EFE).- O presidente da Comissão de Inteligência da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Devin Nunes, anunciou nesta terça-feira que tanto o seu comitê como o de Controle e Reforma do governo examinarão o acordo de venda de urânio do país à Rússia, assinado em 2010 sob o mandato do então presidente Barack Obama.

De acordo com um artigo publicado na semana passada e repercutido pelo próprio presidente, Donald Trump, o FBI (polícia federal americana) investiga uma série de suspeitas geradas pouco antes da assinatura do acordo, entre as quais se encontrariam propinas e extorsões, entre outros crimes.

"Uma das nossas preocupações é averiguar se houve, ou não, uma investigação por parte do FBI. E, se houve, por que o Congresso não foi informado?", afirmou Nunes em um breve pronunciamento à imprensa.

Em abril, Nunes se inibiu de uma das investigações abertas pelo Congresso sobre a possível ingerência do Kremlin nas últimas eleições presidenciais em meio ao questionamento ético sobre sua atuação, já que vazou informação à Casa Branca.

Nunes, que nesta terça-feira disse não ter a intenção de "chegar a nenhuma conclusão" antes do tempo, ressaltou que serão duas as comissões da Câmara dos Representantes que analisarão o assunto.

"Contamos com uma testemunha que foi um informante e que quer falar sobre o seu papel no acordo, embora tenha assinado um acordo de confidencialidade", anunciou o congressista Ron DeSantis, membro do Comitê de Controle e Reforma do governo na Câmara, que será o outro órgão que estudará o assunto.

O acordo, que em princípio foi impulsionado pelo governo de George W. Bush, contemplava a transferência de tecnologia e equipamentos nucleares à Rússia, assim como a possibilidade de reprocessar combustível nuclear procedente dos EUA com a meta de impulsionar projetos conjuntos entre empresas de ambos os países. EFE

rso/vnm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos