Grécia rejeita declaração de independência da Catalunha e pede diálogo

Atenas, 28 out (EFE).- O governo da Grécia rejeitou neste sábado a declaração unilateral de independência da Catalunha, apoiou a integridade territorial da Espanha e se mostrou partidário de um diálogo dentro do marco constitucional.

"As ações unilaterais não podem ser aceitas", afirmou o porta-voz do governo grego, Dimitris Tsanakópulos, em comunicado, no qual ressaltou que a Grécia apoia "plenamente" a integridade territorial e a "coesão" da Espanha.

Além disso, afirmou que o governo de Atenas respalda qualquer iniciativa delicada a "restabelecer o diálogo democrático no marco da Constituição espanhola".

"Estamos particularmente preocupados com a situação na Espanha e reiteramos que a Europa só pode avançar unida", acrescentou.

A reação do governo de Alexis Tsipras se fez esperar e aconteceu depois que o principal partido da oposição, o conservador Nova Democracia, questionasse se o Executivo heleno tinha uma opinião a respeito.

A declaração de independência da Catalunha tem uma importância que "vai além das fronteiras da Espanha e adquire dimensões europeias", considerou o porta-voz de política exterior do partido opositor, Yorgos Kumuntsakos, ontem mesmo em um comunicado, no qual se perguntou se o governo grego "tem ou não opinião" sobre os eventos.

"Reconhece ou condena as declarações unilaterais? O seu silêncio já está expondo o país", concluiu Kumuntsakos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos