Professora é condenada a um ano de prisão por agredir aluno no Paraguai

Assunção, 28 out (EFE).- Uma professora de uma escola de San Lorenzo, nos arredores de Assunção, a capital do Paraguai, foi condenada a um ano de prisão por esbofetear um aluno de 15 anos, informou neste sábado o Ministério Público do país em comunicado.

A agressão ocorreu em novembro de 2016 no Centro Educativo San Sebastián da Cidade Universitária de San Lorenzo, quando a professora, que também é dona da escola, bateu em um rapaz enquanto ele estava sentado com sua namorada num banco no pátio.

Os pais do adolescente denunciaram a mulher à Justiça e ao Ministério da Educação depois que souberam da agressão contra seu filho.

Durante o julgamento, as testemunhas declararam o ocorrido aos membros do tribunal e o promotor provou que a professora, processada por maus-tratos a crianças e adolescentes sob tutela, tinha dado uma bofetada no aluno.

O Paraguai está trabalhando para acabar com os comportamentos violentos contra menores de idade e, em agosto deste ano, se transformou em "país pioneiro" na erradicação da violência contra crianças e adolescentes, graças à aprovação em 2016 de uma lei que permitiu introduzir a penalização do castigo físico a menores no código jurídico nacional.

Os dados da Coordenadoria pelos Direitos da Infância e da Adolescência (CDIA) do Paraguai publicados em janeiro deste ano indicam que seis de cada dez crianças e adolescentes do país já sofreram algum tipo de violência, principalmente em seu entorno mais próximo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos