Odebrecht recorre de encerramento unilateral de contrato no Equador

Quito, 30 out (EFE).- A Odebrecht informou nesta segunda-feira que recorreu por vias administrativas da decisão da estatal Petroecuador de encerrar unilateralmente o contrato para a construção do Poliduto Pascules-Cuenca.

"O escritório da Odebrecht no Equador reitera a vontade de chegar a uma solução acordada em relação ao projeto do Poliduto Pascuales-Cuenca no marco da lei e do contrato", disse a construtora em comunicado, após ser notificado pela estatal equatoriana.

A Petroecuador decidiu terminar de maneira unilateral o contrato alegando descumprimento de prazos nas obras.

A Odebrecht, que discorda da decisão, disse que buscou uma aproximação com a diretoria da estatal e com o Ministério de Hidrocarbonetos do Equador para retomar um diálogo que permita conseguir um acordo para concluir a lista de pendências do projeto e entregá-lo definitivamente.

"Infelizmente, a busca de tal aproximação não deu resultados até o momento", afirmou a empresa no comunicado.

Por isso, a Odebrecht apresentou um recurso de apelação contra a decisão. A medida foi tomada depois de a empresa também ter solicitado ao Centro de Mediação da Procuradoria-geral do Estado que convidasse a Petroecuador a dialogar e superar as divergências.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos