Presidente do parlamento catalão retira convocação após dissolução da câmara

Barcelona (Espanha), 30 out (EFE).- A presidente do parlamento regional da Catalunha, Carme Forcadell, retirou a convocação da mesa desse organismo previsto para esta terça-feira por considerar que a dissolução dessa câmara decidida pelo governo espanhol deixa sua atividade sem efeito.

O decreto aprovado na sexta-feira passada pelo Executivo de Mariano Rajoy incluía, além da destituição do gabinete regional, a dissolução do parlamento autônomo e a convocação de eleições para o próximo dia 21 de dezembro.

Havia expectativa por saber a reação da presidente do parlamento catalão, onde na sexta-feira passada foi aprovada uma declaração de independência que motivou o decreto do governo espanhol para restabelecer a legalidade constitucional.

Fontes parlamentares asseguraram hoje que Forcadell desconvocou a reunião da mesa prevista para amanhã e considerou essa câmara dissolvida.

Forcadell foi hoje ao parlamento catalão por ter sido mantida em seu cargo até a eleição dos novos deputados.

Entre os membros do gabinete regional catalão destituídos por ordem do governo, apenas um deles, o conselheiro de Território e Sustentabilidade, Josep Rull, foi ao seu escritório e divulgou uma foto pelas redes sociais, mas o abandonou pouco depois.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos