Autor de ataque em Nova York se radicalizou dentro dos EUA, diz governador

Washington, 1 nov (EFE).- O imigrante do Uzbequistão de 29 anos que é apontado como autor do atentado de ontem em Manhattan se radicalizou dentro dos Estados Unidos e está "associado" ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI), afirmou nesta quarta-feira o governador de Nova York, Andrew Cuomo.

Em várias entrevistas televisivas, Cuomo detalhou que o suspeito, identificado como Sayfullo Saipov e que está detido, responde ao perfil de "lobo solitário".

De acordo com o governador, Saipov, a quem classificou de "covarde depravado", é um indivíduo "que se radicalizou dentro do país" e está "associado" ao EI, e confirmou que os investigadores encontraram anotações deste indivíduo relacionadas com o grupo jihadista.

Além disso, segundo a emissora "CNN", os investigadores que estão fazendo uma varredura no imóvel de Saipov em Paterson, no estado vizinho de Nova Jersey, também encontraram material relacionado com o EI em seu computador.

O atentado aconteceu ontem no sudoeste da ilha de Manhattan, quando Saipov atropelou com seu veículo várias pessoas que estavam no local, algumas delas numa ciclovia perto da margem do rio Hudson.

As autoridades nova-iorquinas qualificaram o atropelamento, que resultou em oito mortos e mais de dez feridos, de "covarde ato de terrorismo".

Saipov, que de acordo com os depoimentos de pessoas que estavam no local gritou "Alá é grande" em árabe, foi atingido por um ou vários disparos no abdômen ao sair do veículo e foi levado para um hospital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos