Explosão em caldeira de fábrica deixa 10 mortos e 100 feridos na Índia

(Atualiza o número de vítimas).

Nova Délhi, 1 nov (EFE).- Pelo menos dez pessoas morreram e outras 100 ficaram feridas nesta quarta-feira após a explosão do duto de uma caldeira numa fábrica da Corporação Nacional de Energia Térmica (NTPC, na sigla em inglês) no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia.

A Autoridade Nacional de Gestão de Desastres (NDMA, na sigla em inglês) confirmou no Twitter que o acidente aconteceu por causa de uma explosão em uma caldeira de vapor e que deixou pelo menos dez mortos e 100 feridos no distrito de Raebareli, onde ainda continuam as operações de resgate.

"As pessoas feridas foram transferidas para vários hospitais depois que receberam os primeiros socorros no hospital de Jeevan Jyoti", detalhou a NDMA.

Em comunicado, a polícia de Uttar Pradesh indicou que muitos dos feridos sofreram queimaduras de diversa consideração.

O acidente aconteceu durante a tarde na cidade de Unchahar, onde foram mobilizadas "todas" as ambulâncias disponíveis para lidar com a situação e para onde já estão se dirigindo vários comandantes da polícia, segundo a nota.

O chefe do governo regional, Yogi Adityanath, ofereceu suas condolências às famílias das vítimas e anunciou uma compensação de pouco mais de 3 mil euros para os parentes dos mortos.

Os desabamentos, incêndios e outros acidentes industriais são habituais na Índia, frequentemente devido ao estado precário das infraestruturas e à falta de manutenção, fatores alimentados pela corrupção e por práticas ilegais no setor da construção.

Em junho deste ano, pelo menos 25 pessoas morreram após uma explosão numa fábrica de fogos de artifício no estado de Madhya Pradesh, no centro do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos