Farc alerta que processo de paz na Colômbia caminha para "despenhadeiro"

Bogotá, 1 nov (EFE).- O partido Força Alternativa Revolucionária do Comum (Farc) alertou nesta quarta-feira que, se não houver uma mudança de rumos, a implementação do acordo de paz firmado entre a ex-guerrilha e o governo da Colômbia caminha para um despenhadeiro.

"A implementação se transformou em uma irritante, asquerosa renegociação e isso não pode continuar assim", disse Jesús Santrich em uma entrevista coletiva em Bogotá, na qual o partido revelou os candidatos às eleições presidenciais e legislativas de 2018.

Santrich alertou que não é possível seguir mudando os termos do acordo assinado em 24 de novembro do ano passado. Segundo ele, a situação está gerando insegurança jurídica para os mais de mil ex-combatentes que seguem presos, apesar de a lei de anistia prevista no pacto estar em vigor desde dezembro de 2016.

"Assim, nessas condições, se não há uma mudança de rumo, o processo de implementação vai para um despenhadeiro", avaliou o representante da Farc.

O vice-líder da Farc, Iván Marquéz, citou uma frase em latim "Pacta sunt servanda" (o pacto obriga) para afirmar que "não cumprir o acordo é enganar".

"Não queremos enganos, queremos que o acordo seja cumprido. Nós cumprimos totalmente, deixamos as armas. Pedimos ao governo que tome as decisões necessárias para que os compromissos se materializem", indicou o ex-guerrilheiro.

"Ainda não temos nem um centímetro de terra para poder desenvolver os projetos produtivos nos espaços territoriais de capacitação e reincorporação", criticou Márquez.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos