Topo

Uzbequistão se mostra disposto a colaborar na investigação de atentado em NY

01/11/2017 07h06

Moscou, 1 nov (EFE).- O presidente do Uzbequistão, Shavkat Mirziyayev, colocou nesta quarta-feira seu governo à disposição para colaborar na investigação do atentado cometido ontem, em Nova York (Estados Unidos), por um imigrante deste país.

"O Uzbequistão está pronto para atuar com todas as forças e todos os veículos de imprensa com o objetivo de colaborar na investigação desse atentado terrorista", afirmou um comunicado do serviço de imprensa presidencial.

Oito pessoas, cinco deles de nacionalidade argentina, morreram ontem em Nova York atropeladas por um veículo, cujo motorista foi identificado pela mídia americana como Sayfullo Saipov, um imigrante uzbeque de 29 anos que chegou aos EUA há sete.

O presidente uzbeque expressou governante americano, Donald Trump, suas condolências pelo terrível fato e desejou que se recuperem o mais rápido possível todos os feridos, segundo o texto publicado no site do Ministério das Relações Exteriores do país.

"Este crime cruel e sem piedade não pode ter nenhuma justificativa. Condenamos com veemência qualquer forma e manifestação de extremismo e terrorismo", acrescenta a nota.

Mirziyayev afirma que esta tragédia "novamente confirma a necessidade de unir todas as forças da comunidade internacional para lutar contra esses atos desumanos".