Argentinos mortos em atentado em Nova York são homenageados em Rosario

Buenos Aires, 2 nov (EFE).- Integrantes do Conselho Municipal e outras autoridades da cidade de Rosario homenagearam nesta quinta-feira os cinco argentinos mortos no atentado terrorista registrado na terça-feira em Nova York, nos Estados Unidos.

Na cerimônia, realizada no Monumento à Bandeira, um dos símbolos da cidade, vereadores de todos os partidos ergueram uma bandeira negra, em sinal de luto, com uma mensagem. "Rosario diz não ao terrorismo e abraça suas vítimas".

"Não há palavras para esse momento. Estamos muito comovidos", disse à imprensa local o reitor da Universidade de Rosario, Héctor Floriani, sobre as vítimas, que faziam parte de um grupo de amigos da cidade que viajou para os EUA para comemorar 30 anos de formados.

Hernán Mendoza, Diego Argelini, Alejandro Pagnucco, Ariel Elij e Hernán Ferruchi morreram na terça-feira quando andavam de bicicleta no sudoeste da ilha de Manhattan, após serem atropelados por uma caminhonete. O ataque deixou outros três mortos e 12 feridos.

Martín Ludovico Marro está internado no Hospital Presbiteriano de Manhattan, recuperando dos ferimentos sofridos.

O atentado é atribuído ao uzbeque identificado como Sayfullo Saipov, de 29 anos.

O Ministério de Relações Exteriores e Culto da Argentina está em contato com as autoridades americanas para repatriar os corpos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos