Depoimento da presidente do Parlamento catalão à Justiça é adiado

Madri, 2 nov (EFE).- O Tribunal Supremo (TS) da Espanha adiou nesta quinta-feira para o dia 9 de novembro os depoimentos da presidente do Parlamento da Catalunha, Carme Forcadell, e dos demais deputados catalães que são investigados por permitir a votação da declaração de independência dessa região espanhola.

O juiz Pablo Llarena decidiu pela suspensão dos depoimentos, previstas para hoje e amanhã, e seu adiamento a pedido dos advogados de Forcadell e dos membros da Mesa (órgão de direção) do Parlamento catalão.

A Promotoria espanhola denunciou todos eles por supostos crimes de rebelião, insubordinação e desvio de fundos públicos em relação ao processo separatista na Catalunha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos