Número de mortos em explosão em caldeira de fábrica na Índia sobe para 29

Nova Délhi, 2 nov (EFE).- O número de mortos em uma explosão registrada ontem em uma fábrica no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, subiu nesta quinta-feira para 29.

"Vinte e nove pessoas morreram por causa dos ferimentos e outras 85 estão sendo tratadas em hospitais de Raebareli (onde ocorreu o acidente) e Lucknow (capital de Uttar Pradesh)", informou o Ministério de Energia da Índia em comunicado.

Yedunath Yadav, porta-voz da Polícia de Raebareli, disse à Agência Efe que as operações de busca e resgate na fábrica continuam. No entanto, o número de mortos pode aumentar porque, segundo ele, há poucas chances de encontrar sobreviventes.

O acidente ocorreu por volta das 15h30 locais de ontem na cidade de Unchahar, quando uma caldeira explodiu. A Corporação Nacional de Energia Térmica (NTPC) ainda investiga as causas do acidente.

A NTPC explicou em comunicado que houve um barulho anormal na hora do incidente. Na seguida, foram liberados gases em alta temperatura e vapor que afetaram quem trabalhava no local.

Após o acidente, de acordo com a Autoridade Nacional de Gestão de Desastres, os feridos receberam atendimento no hospital de Jeevan Jyoti e foram transferidos para outras unidades próximas.

O chefe do governo regional, Yogi Adityanath, expressou condolências aos familiares das vítimas e anunciou uma indenização de cerca de 3 mil euros para as famílias dos mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos