Tillerson visitará Mianmar depois de acompanhar Trump em viagem pela Ásia

Washington, 2 nov (EFE).- O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, visitará Mianmar no próximo dia 15 de novembro por causa da grave crise humanitária que afeta a comunidade rohingya no país e depois acompanhará o presidente Donald Trump em sua longa excursão pela Ásia, que terá início amanhã.

A porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, informou em comunicado sobre a viagem do chefe da diplomacia americana, que estará com Trump nas passagens do presidente por Japão, Coreia do Sul, China, Vietnã e Filipinas, entre domingo e 14 de novembro.

Na sequência, Tillerson viajará para a capital de Mianmar, Naipyidó, para se reunir com representantes e líderes do país sobre as ações que podem ser tomadas para enfrentar a crise humanitária no estado de Rakhine, explicou Nauert.

"Ele também expressará o apoio americano à transição democrática de Mianmar", completou a porta-voz, que não explicou se Tillerson se encontrará com a líder Aung San Suu Kyi.

Os EUA anunciaram na semana passada que estuda sanções contra Mianmar, especialmente contra as Forças Armadas do país, por causa da crise humanitária da minoria muçulmana dos rohingyas.

Mais de 600 mil membros da minoria, que Mianmar não reconhece como cidadãos, fugiram para Bangladesh nos últimos meses devido à violência sectária no estado de Rakhine.

A Casa Branca não chegou a classificar o ocorrido de "limpeza étnica", como fez a ONU, mas considerou que "foram cometidas atrocidades" e que deve haver "prestação de contas".

O responsável por assuntos que envolvem refugiados no Departamento de Estado, Simon Henshaw, e outros três funcionários da pasta iniciaram no domingo uma visita a Mianmar e Bangladesh para avaliar a entrega de ajuda humanitária aos rohingyas e estudar possíveis soluções para a crise que afeta a região.

A excursão de Tillerson começará neste domingo no Japão para acompanhar Trump. Ele também estará presente nas visitas do presidente à Coreia do Sul, na terça e na quarta-feira. Depois, vai à China, onde também terá reuniões bilaterais com membros do governo local sobre temas que afetam os dois países.

Na sequência, na próxima sexta-feira e sábado, Tillerson participará com o presidente do fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) em Danang, no Vietnã.

E ainda viaja para as Filipinas para a cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

Trump voltará para Washington no dia 14, mas Tillerson ficará um dia mais nas Filipinas para representar os EUA na reunião da Cúpula do Leste da Ásia (EAS).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos