Trump pede que autor de ataque em Nova York seja condenado à morte

Washington, 1 nov (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu na quarta-feira que Sayfullo Saipov, o suposto terrorista simpatizante do Estado Islâmico (EI) que no dia anterior matou oito pessoas em um atropelamento múltiplo em Nova York, seja condenado à morte.

"O terrorista de Nova York estava feliz quando pediu para pendurar a bandeira do EI em seu quarto do hospital. Matou oito pessoas, deixou 12 gravemente feridas. Deveria receber a pena de morte!", disse Trump, em mensagem no Twitter.

Saipov ficou ferido após ser baleado pela polícia, depois que o uzbeque, de 29 anos, ter jogado seu veículo contra uma multidão e agora está sob custódia em um hospital de Nova York.

Quando foi interrogado pela primeira vez no hospital, pediu que se colocasse em seu quarto uma bandeira do grupo terrorista, e não mostrou nenhum remorso pelo ataque que teria realizado.

Embora o estado de Nova York não contempla a pena de morte em seu sistema penal, que tem a prisão perpétua como pena máxima, Sayfullo Saipov pode sim receber uma condenação à morte em um julgamento federal para terrorismo.

De fato, um dos terroristas que tentaram em 2013 na Maratona de Boston, Dzhokhar Tsarnaev, foi condenado à morte por meio do sistema federal de Justiça, já que o estado de Massachusetts também não contempla esse castigo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos