Ex-conselheiro do governo da Catalunha sai da prisão após pagar fiança

Madri, 3 nov (EFE).- O ex-conselheiro catalão Santi Vila saiu nesta sexta-feira da prisão depois de depositar a fiança de 50.000 euros imposta ontem pela juíza que investiga possíveis crimes de rebelião dos responsáveis pelo processo independentista da região espanhola da Catalunha.

A magistrada Carmen Lamela ditou ontem a prisão provisória sem fiança para outros oito membros do governo catalão anterior, que foi destituído pelo Executivo espanhol em 27 de outubro, logo depois que o parlamento regional aprovasse a declaração de independência da Catalunha.

Por outra parte, a juíza analisa hoje se ordena a detenção do ex-presidente independentista da Catalunha, Carles Puidemont, e outros quatro ex-conselheiros, que não compareceram ontem no juizado para onde tinham sido convocados.

Vila, ex-conselheiro de Empresa, renunciou do cargo na véspera de que o parlamento regional declarasse unilateralmente a independência.

Após ingressar ontem em uma prisão da província de Madri, foi posto em liberdade hoje depois que sua defesa depositou o valor fixado para a fiança.

A Audiência Nacional da Espanha investiga Puidemont e toda sua equipe de governo pelos supostos crimes de rebelião, insurreição e desvio de fundos públicos em relação com o processo independentista na Catalunha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos