Imprensa belga destaca possível candidatura de Puigdemont na Catalunha

Bruxelas, 4 nov (EFE).- O ex-presidente catalão Carles Puigdemont centra neste sábado a atenção da imprensa belga por sua possível candidatura, enquanto a Promotoria do país começa a tramitar a euro-ordem ditada na Espanha contra o político catalão e os quatro ex-conselheiros de seu Governo.

A Promotoria belga terá primeiro que traduzir a citada Ordem Europeia de Detenção e Entrega (OED) a um dos idiomas oficiais do país (francês, holandês ou alemão) e enviá-la depois ao juiz de instrução belga.

Fontes do entorno do político catalão asseguraram que nem Puigdemont e nem os ex-conselheiros que o acompanham - Antoni Comín (Saúde), Clara Ponsatí (Ensino), Lluís Puig (Cultura) e Meritxell Serret (Agricultura) - se manifestarão no dia de hoje.

Por sua vez, o advogado belga de Puigdemont, o especialista em extradições Paul Bekaert, já revelou que recorrerá da ordem de detenção.

Enquanto isso, o ex-presidente catalão centra a atenção da imprensa, especialmente depois de ter concedido uma entrevista à televisão pública "RTBF".

Na entrevista, Puigdemont se ofereceu como candidato às eleições regionais de 21 de dezembro com a intenção de fazer campanha "inclusive desde o exterior" porque, segundo disse, estamos "em um mundo globalizado".

A imprensa da metade sul da Bélgica, como os jornais "Le Soir" e "La Libre Bélgique", destaca que Puigdemont se ofereceu como candidato autonômo, enquanto os meios de comunicação como o jornal "De Stanaard" se fixam mais na rejeição de Puigdemont à Justiça espanhola, ao entender que tem uma atitude "extremadamente" dura. EFE

jaf/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos