Deputados comunistas russos depositam oferenda floral no Mausoléu de Lenin

Moscou, 5 nov (EFE).- Os deputados comunistas russos depositaram neste domingo uma oferenda floral aos pés do Mausoléu de Lenin na Praça Vermelha de Moscou por causa do iminente centenário da Revolução Bolchevique de 1917, que será comemorado no dia 7 de novembro.

"Felicitamos o centenário do Grande Outubro. Hoje a nossa delegação veio prestar homenagem ao Túmulo do Soldado Desconhecido e à memória de Vladimir Ilich Lenin", se dirigiu aos jornalistas o líder dos comunistas russos, Gennady Ziuganov.

Ao ato também estiveram presentes delegações estrangeiras de 120 partidos comunistas de mais de 80 países de todo planeta.

"Nenhuma mentira e nem nenhuma provocação mudarão o significado e a grandeza de Outubro", disse Ziuganov em alusão à Revolução, que explodiu um 24 de outubro segundo o antigo calendário juliano que regia na Rússia czarista em 1917.

Apesar do centenário da Revolução Bolchevique - um acontecimento crucial na história da Rússia - o Kremlin ordenou fechar a público o mausoléu no qual é exibido o corpo mumificado do fundador do Estado soviético, que morreu em 1924.

Os deputados comunistas e seus convidados estrangeiros, de fato, são os únicos que têm permissão para prestar homenagem ao líder da revolução.

Também são os únicos que vão comemorar o centenário com uma grande marcha no dia 7 de novembro, já que o Kremlin já informou que não deve festejar de nenhuma maneira.

Embora o presidente russo, Vladimir Putin, considere que a queda da União Soviética foi "a maior catástrofe geopolítica do século XX", preferiu ignorar o centenário, aparentemente por temor de provocar novas divisões entre os russos.

Precisamente por esse motivo, também não cede às pressões de uma parte da sociedade russa para tirar o corpo de Lenin da Praça Vermelha e enterrá-lo.

As chamadas a enterrar o corpo embalsamado do líder bolchevique se multiplicaram com o centenário da Revolução de 1917.

Diversas pesquisas mostram que cerca de 60% dos russos se pronunciam a favor do enterro do corpo do fundador de URSS.

O Partido Comunista da Rússia, por outro lado, se opõe radicalmente que o corpo de Lenin seja retirado do mausoléu de mármore no qual está desde sua morte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos