Atentados matam 6 civis no Mali nas últimas horas

Bamaco, 6 nov (EFE).- Pelo menos seis civis malineses morreram nas últimas horas no Mali como resultado de dois ataques cometidos nas regiões de Ansongo (leste) e Mopti (centro), informaram à Agência Efe fontes militares.

O atentado mais grave ocorreu no começo da manhã desta segunda-feira, quando um caminhão passou por uma mina colocada nos arredores de um posto de controle policial na capital da comarca de Ansongo.

No caminhão viajavam feirantes que provavelmente montariam suas barracas em algum mercado regional. Cinco deles morreram na explosão e outros dez ficaram feridos.

Ainda não se sabe se a mina estava destinada aos civis (o que não é habitual) ou a algum comboio militar que deveria passar pelo lugar.

Em outro ataque registrado na cidade de Fatoumata, região de Mopti, em pleno centro do país, seis homens armados, supostamente jihadistas, dispararam às cegas contra os moradores e mataram um conselheiro municipal chamado Yaya Trois.

Depois do ataque, os atiradores declararam que sua intenção era buscar um "informante dos policiais", mas não conseguiram encontrá-lo e fugiram.

Por último, na região de Sekou, contígua à de Mopti, outro comando supostamente jihadista invadiu à noite o povoado de Bla-Talo, mas neste caso foram repelidos pelas autoridades.

Nenhum dos três ataques foi reivindicado ainda, mas preocupa o fato de que todos eles tenham ocorrido em áreas afastadas da região tuaregue do Azawad (nordeste), onde nos últimos anos se concentrava a atividade terrorista.

Agora, os ataques armados ocorrem praticamente em todas as regiões do país, o que demonstra a fragilidade das forças armadas e policiais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos