Topo

Polícia descarta motivação religiosa ou terrorista em massacre no Texas

06/11/2017 14h57

Sutherland Springs (EUA), 6 nov (EFE).- A polícia descartou nesta segunda-feira que o massacre cometido neste domingo por Devin Patrick Kelley, que deixou 26 mortos em uma igreja batista de Sutherland Springs, no Texas (Estados Unidos), tenha sido motivado por questões raciais, religiosas ou terroristas, e atribuiu a ação do atirador a motivos pessoais.

"Não cogitamos que a ação de ontem se deva a motivos raciais ou religiosos; podemos dizer-lhes que havia uma série de problemas domésticos na sua família", afirmou a polícia em entrevista coletiva.

As autoridades também confirmaram que tudo indica que Kelley tenha se suicidado e acrescentaram que dez pessoas, do total de 20 feridos do tiroteio, seguem em estado crítico.