Protesto com caminhões causa bloqueios quilométricos nas entradas de Paris

Paris, 6 nov (EFE).- Um protesto com caminhões realizado pelos organizadores do habitual mercado de Natal dos Campos Elíseos, em conflito este ano com a Câmara Municipal de Paris, causou nesta segunda-feira bloqueios e engarrafamentos de dezenas de quilômetros nas entradas da capital da França.

O site oficial do trânsito Sytadin indicou que pouco antes das 8h (horário local, 5h em Brasília) havia 335 quilômetros de retenções, uma situação considerada "excepcional".

O protesto fez com que a entrada de Paris pela rodovia A13, no oeste da área metropolitana, estava levando duas horas e meia num trajeto que normalmente dura meia hora.

À frente desta "operação caracol" está o dirigente histórico dos feirantes da capital, Marcel Campion, que decidiu iniciar este desafio à Câmara Municipal depois que esta, no final de julho, votou por unanimidade a não renovação da autorização para organizar o mercado de Natal que vinha sendo organizado desde 2008.

A Câmara reprovou o fato de que as 240 lojas vendam produtos pouco autênticos, de baixa qualidade e que não cumprem com os objetivos de serem locais e sustentáveis.

De acordo com os feirantes, por esse mercado de Natal passam em cada edição cerca de 15 milhões de visitantes, gerando durante as semanas em que funciona 2.000 empregos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos