Assad diz que hostilidade com o Irã tem relação com queda do terrorismo

Beirute, 7 nov (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al Assad, considerou nesta terça-feira que o aumento da hostilidade em relação ao Irã por parte de alguns países na região e no Ocidente está relacionada com o declínio das organizações terroristas na Síria e no Iraque.

O líder do regime sírio declarou que "a escalada de alguns Estados regionais e ocidentais em suas posições hostis relativas ao Irã e as tentativas de desestabilizar outros países da região não podem ser desvinculadas ao declínio dos grupos terroristas" nos territórios sírio e iraquiano.

Assad fez essa afirmação ao responsável iraniano Ali Akbar Velayati, conselheiro do líder supremo da República Islâmica, Ali Khamenei, durante o encontro que ambos mantiveram hoje em Damasco, segundo a agência de notícias oficiais síria "Sana".

O chefe de Estado sírio ressaltou que as atitudes hostis não dissuadirão Damasco nem Teerã de seguirem consolidando a estabilidade na região e de defenderem os interesses de seus povos.

Durante a reunião, os dois abordaram os últimos avanços na luta contra o terrorismo na Síria e afirmaram que a batalha contra esta praga seguirá até que se restabeleça a segurança e a estabilidade em todo o país árabe.

Assad assegurou que o exército sírio e seus aliados não enfrentam apenas o terrorismo, mas também as tentativas de o utilizar para dividir e enfraquecer outros Estados.

O presidente sírio também assegurou que as vitórias sobre os terroristas, de Aleppo até Deir ez Zor, supõem "um golpe decisivo" para levar ao fracasso os projetos de divisão e os objetivos do terrorismo.

Velayati indicou que os sacrifícios e a resistência mostrada pelos sírios durante os sete anos de guerra contribuíram para manter o seu Estado e a união nacional e, por fim, levarão ao triunfo total contra os terroristas e seus patrocinadores.

O Irã é um dos principais aliados da Síria e enviou efetivos da Guarda Revolucionária e assessores militares para colaborar com as forças armadas sírias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos