Ex-ministro galês investigado por denúncia de assédio é encontrado morto

Londres, 7 nov (EFE).- O ex-ministro do governo trabalhista galês Carl Sargeant, que foi suspenso do cargo e de seu partido no último dia 3 de novembro em meio a acusações de mulheres sobre conduta inadequada, foi encontrado morto, confirmou nesta terça-feira a polícia do Norte de Gales.

Segundo emissora pública "BBC" em Gales, acredita-se que o deputado, que era ministro regional para Comunidades e Infância, se suicidou depois que na semana passada o Partido Trabalhista abriu uma investigação após receber queixas de várias mulheres.

O superintendente da Polícia galesa Mark Pierce disse hoje que às 11h30 (horário local) encontrou o corpo de Sargeant numa em Connah's Quay e informou que sua morte "não é considerada suspeita".

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, lamentou "a terrível notícia", enquanto o primeiro-ministro do País de Gales, o também trabalhista Carwyn Jones, louvou a contribuição de Sargeant à vida pública.

Hoje mesmo, Jones explicou que tinha decidido levar o caso de Sargeant à direção do partido, a fim de que fosse investigado, depois de receber denúncias de várias mulheres.

Após conhecer a situação, o ex-ministro disse na semana passada que as acusações eram "perturbadoras" e que esperava "limpar seu nome".

A família de Sargeant, casado e com dois filhos, expressou em comunicado sua tristeza pela perda de "um marido, um pai e um amigo muito querido", que era "o coração da família".

Vários políticos do Reino Unido foram suspensos ou renunciaram nos últimos dias e estão sendo investigados após serem acusados de supostos abusos e assédio sexual, em geral a mulheres, num crescente escândalo que sacudiu os alicerces da política britânica.

A primeira-ministra, Theresa May, fez um acordo ontem com outros líderes políticos para introduzir no Parlamento de Londres um "novo mecanismo independente de agravos" que previna os casos de abusos de poder e facilite a apresentação e investigação de denúncias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos