Naufrágio na República Democrática do Congo deixa pelo menos 22 mortos

Kinshasa, 8 nov (EFE).- Pelo menos 22 pessoas morreram nesta quarta-feira no naufrágio de um barco que cruzava o lago Tanganica, no sudeste da República Democrática do Congo, confirmaram à Agência Efe as autoridades locais.

O governador da província de Tanganica, Richard Muyej, explicou à Efe que está "certo que os mortos aumentarão" nas próximas horas, já que não há informações sobre o número de passageiros que estavam na embarcação quando a mesma zarpou da cidade de Kalemie.

"O barco pesava cerca de dez toneladas e afundou devido aos fortes ventos no lago", acrescentou Muyej, que indicou que os corpos foram transferidos ao necrotério de Kalemi.

Por enquanto, os serviços de emergências conseguiram resgatar 22 corpos, mas não foram capazes de fazer a embarcação flutuar.

O barco saiu de Kalemie no começo da manhã rumo à cidade de Wimbi e naufragou após três horas de travessia.

O naufrágio de embarcações é frequente na RDC, onde as autoridades trabalham para regular o setor.

O acidente mais recente ocorreu em 20 de setembro, quando um bote no qual com moradores da aldeia pesqueira de Kiyavinyonge (nordeste) que fugiam do ataque de rebeldes Mai Mai naufragou e deixou também 22 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos